Gustavo Rocha

O percurso profissional

Um dos meus maiores hobbies sempre foram línguas. Quando criança aprendi inglês sozinho pegando os livros antigos do curso de inglês que minha mãe havia feito. Depois de fazer um intercâmbio na Alemanha, senti que meu inglês melhorou exponencialmente, já que era obrigado a falar inglês em muitas situações. E depois de ter morado nos Estados Unidos por um ano, já me sinto completamente confortável para me comunicar e expressar tudo o que quero em inglês. E meu entusiasmo por esse assunto acabou de me levando a me voluntariar como tradutor. Hoje em dia faço trabalho voluntário regular como tradutor e legendador de vídeos para organizações sem fins lucrativos e isso tem sido uma parte muito importante da minha vida nos últimos anos.

 

A dança

Comecei a dançar na época da faculdade. Comecei com o forró, em 2009, e por muito tempo o forró era tudo o que eu sabia sobre dança. Depois de alguns anos, em 2013, encontrei o Rockabilly e me apaixonei. Quanto mais eu conhecia dessa dança, desse estilo de vida, e, mais importante, dessas pessoas que faziam parte da cena, mais eu sentia que aquilo me fazia bem. Chegava a sair para dançar quatro, cinco dias por semana. Todo essa devoção ao Rockabilly acabou me levando a conhecer o Lindy Hop, pois muitos dos dançarinos em São Paulo acabam se envolvendo com as duas danças. Quando vi pela primeira vez, me pareceu muito difícil, e achei que eu nunca aprenderia. Mas mesmo assim, resolvi me aventurar e, um ano depois de ter começado as aulas de Rockabilly, comecei também as aulas de Lindy. No começo foi realmente bem difícil, mas cada passo novo, cada movimento improvisado, cada dança, cada sorriso só me deixava mais encantado com o Lindy Hop. E desde então, o Lindy Hop, Rockabilly e algumas outras Swing Dances tem ocupado uma grande parte do meu tempo livre e sido responsáveis por muitos dos meus momentos felizes.

 

Esse projeto

No início de 2017 recebi o convite da minha querida amiga Aline para ajudá-la a divulgar esse projeto sobre a produção de material audiovisual na comunidade do Lindy Hop. Não precisei pensar duas vezes para topar! E para mim, esse projeto é uma oportunidade de juntar duas das minhas grandes paixões na vida: a dança e os idiomas. Quero dedicar um pouco do meu tempo para tornar os artigos, vídeos e matérias publicadas aqui acessíveis a um público maior e aumentar a visibilidade deles. Se você conseguiu ler algum artigo desse site porque ele foi traduzido, ou mesmo se só quiser bater um papo, eu adoraria conversar um pouco com você!